Degustando o verbo

Essa tal politicagem

Política é uma coisa linda, um processo muito trabalhado em conceitos e táticas que dá até gosto de ver. Politicagem é algo diferente, bem diferente. É exatamente a nossa realidade, compra de votos, corrupção, intrigas, dinheiro na meia, na cueca, no decote. E o Brasil é condenado à Esperança de que isso um dia irá mudar.

Mas, acontece que o povo também é corrupto. Nas pequenas coisas construímos um país cheio de falhas e margens para as críticas internacionais. Quando alcançamos algum avanço, na base temos a ideologia e na prática atos bons e ruins daqueles que estão à frente de nós. Como reclamar se fomos nós que nos corrompemos quando vendemos o nosso voto por algum benefício individual?! Se pensássemos no coletivo, faríamos escolhas melhores e teríamos a dignidade de cobrar que as coisas no Poder funcionassem melhor.

Não estou dizendo que a culpa do Arruda e seus comparsas levarem milhares e milhares de reais dos cofres públicos é da população. Mas é uma conseqüência dos seus atos. Quem aqui dedica meia hora do seu dia para averiguar o que está sendo votado na Câmara e no Senado? Quem aqui dedica meia hora do seu dia para conhecer os julgamentos realizados pelo Judiciário?

A maior parcela da população só sabe do que acontece com o seu dinheiro quando estoura alguma coisa na Imprensa, que nem sempre traz dados exatos e realistas. Sabe aquela história “pegar o bonde andando”?! É isso que a maioria faz. Pega o bonde andando e julga a torto e a direito e se indigna sem nem saber direito como e por que. E por não ter o real conhecimento do que ocorre com a política do país, acaba esquecendo-se das informações bombardeadas pela grande mídia e votando nos meus corruptos que há algum tempo se beneficiaram ilegalmente dos recursos públicos.

Casos assim são muito comuns. O próprio Arruda quando senador cometeu erros graves e ainda assim elegeu-se governador. Temos o Fernando Collor de Melo que, apesar de tudo o que fez quando Presidente da República, foi eleito Senador pelo PTB de Alagoas. Enquanto não acordarmos para a realidade, enquanto não formos acompanhar o que fazem com o poder que nós, eleitores, delegamos a eles casos como o “Mensalão do DEM” vão ser cada vez mais comuns.

E cuidado nas eleições que se aproximam. Não se esqueçam que o Roriz não é o pai dos pobres, mas um aproveitador das necessidades básicas e da ignorância das pessoas corruptas que vendem seu voto por um lote, pães e leite. Aliás, essa politicagem do Pão e do leite vem desde os tempos do império romano, quando César fazia uso da política do “pão e do circo”. Até quando vamos nos iludir com isso? Façamos a nossa parte para não sermos “surpreendidos” depois.

Jéssica Macêdo

Anúncios

5 comentários em “Essa tal politicagem

  1. Fico sempre imaginando se isso tem jeito…e a minha conclusão é de que temos que perseguir a todo o custo a utopia…

    Penso que não é o politico que é corrompido e corrupto pq é politico, mas sim, q o congresso por exemplo, alem de estatais e tudo o mais é nada mais nada menos que um retrato de nossa sociedade. ninguem vira corrupto porque foi eleito ou passou em determinado concurso ou foi nomeado para determinado cargo…não…é sim uma parcela da sociedade lá representada e nossa sociedade está doente, muito doente…

    Em muitos e muitos casos, já se pensa em eleger-se para tirar proveito, para roubar, para se aproveitar…e a sociedade da qual saiu (pois não é um ser de outro mundo) condescendente como que a observar como se sai…e ai…se ele pode, eu poderei tb, em menor ou maior escala…

    realidade!

  2. Mas é assim que funciona, as pessoas acompanham a política com uma visão distorcida que não enxergam como ela é uma ferramenta necessária para o desenvolvimento coletivo da nossa sociedade. Por isso esse reflexo negativo que temos no Congresso, nos governos municipais…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s