Poesias

Traçar palavras (nem sempre é fácil, nem sempre é bom)

Um risco que devora a palidez
da folha alva
renova com insensatez
um sentimento em minh’alma

Com outros riscos
discorre o que desconheço
em traços finos
afim de que – por sorte – alcance seu apreço

Fáceis palavras de inquietude
conversam entre si
buscando plenitude

Venham até a mim
– conscientes e sãs;
Deixem-me
livre de suas obras artesãs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s