Poesias

Estranho instante

Aquela paisagem nebulosa
De pouco em pouco
Ficava ociosa.
Como que muda,
Como que flácida,
Como que imunda,
Como que findada.

Atentamente eu a olhava
Tentando constatar se
Realmente a terra girava.

Fazia frio,
Apesar do sol,
Que no estandarte vazio
Formava arrebol.

O vento na sua graça,
Com as nuvens brincava:
Lindo abstrato sem farça
Que os meus olhos encantava.

Estranho instante:
Eu deitada na grama
Sob o céu variante
Contemplada por quem ama.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s